Sejel apoia 18ª Edição da Copa Glória de Judô que reuniu aproximadamente 400 atletas neste sábado

0
141

Sejel apoia 18ª Edição da Copa Glória de Judô que reuniu aproximadamente 400 atletas neste sábado

 

Aproximadamente 400 atletas participaram, neste sábado (11/08), da 18ª edição da Copa Glória de Judô, realizada pela Associação Glória de Artes Marciais, em parceria com o Instituto Caminho Suave de Artes Marciais e Lutas Esportivas, no Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, localizado na Avenida Brasil, bairro Santo Antônio, zona oeste de Manaus. O evento contou com o apoio Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Conforme o secretário da Sejel, Manoel Almeida, que esteve presente na cerimônia, esta é uma importante competição para a modalidade. “Já são 18 anos desta copa, que leva para a comunidade um esporte que vem crescendo, e isso pode ser percebido pela quantidade de atletas que aqui estão, um total de mais de quatrocentos. Estamos trabalhando para que todas as modalidades esportivas sejam tratadas com a mesma importância, sem distinção, porque quem ganha são esses competidores”, destacou o titular da pasta, ao dizer que ainda neste sábado terá o início do Campeonato Amazonense de Handebol.

A competição teve início com o Festival de Judô, ocasião em que há disputas interativas dos pré-mirins, que são crianças iniciantes. Nesta etapa, todos têm a oportunidade de lutar e de receber a medalha de ouro, como forma de incentivo à prática da modalidade. De acordo com o coordenador do evento, professor David Azevedo, é muito importante colocar os futuros atletas no tatame.

“Essas crianças que estão aqui são a nossa base. Hoje ninguém é perdedor ou vencedor, todos são judocas que estão aprendendo a se respeitar e a ter vontade de competir. A faixa etária varia de quatro a oito anos e não há caráter claro de competição, são atividades lúdicas da modalidade”, destacou.

Uma das disputas mais tradicionais do Amazonas, a Copa Glória de Judô, ao longo dos anos, gerou credibilidade e confiança ao público judoca, prova disso foi a participação de atletas vindos do Interior do Amazonas e do Estado de Roraima.

O professor David disse ainda que a competição foi um sucesso, tendo em vista a quantidade de atletas e clubes participantes. “Nós começamos esse evento em 1993. Infelizmente não pudemos executar a competição em alguns anos, mas em todas as edições realizadas, a quantidade de atletas foi superada. Nosso evento foi um sucesso e isso é aparente quando vemos a credibilidade que a Copa tem, a partir do número de inscritos e de parceiros, como as escolas e clubes, que nos apoiaram”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here