População de Figueiredo pode estar pagando advogados para defender vereador de crimes na Justiça

0
1086

MANAUS – O grupo de advogados que acompanha vários processos criminais do vereador de Presidente Figueiredo, Jonas Castro (PSB), pode estar sendo pago com dinheiro público da Câmara Municipal da cidade. A possível irregularidade foi denunciada por populares, que pretendem levar o caso ao conhecimento do Ministério Público.

De acordo com as denúncias, os consultores jurídicos da Câmara Municipal de Presidente Figueiredo Alexandre Ramalho, Fábio Leal, Adalberto Bitar e Afonso Linhares, – que juntos recebem mensamente R$ 6.380,00 da Casa Legislativa –  são os mesmos que advogam para o vereador Jonas Castro, conhecido da Justiça por responder pelos crimes de lesão corporal grave, direção perigosa, embreaguez ao volante, dentre outros.

Jonas Castro poderá responder a mais um processo na Justiça, caso seja  comprovado o gasto de dinheiro público para fins particulares. Quem também pode assumir as consequências da suposta ilegalidade é a vereadora Patrícia Lopes (PMDB), que atualmente responde pela presidência e mesa diretora da Casa Legislativa no município.

Patrícia Lopes já está sendo investigada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) por fazer uso indevido de recursos públicos e por supostas fraudes em processo licitatório.

Crime

O vereador Jonas Castro é acusado de atropelar e matar a fiscal de meio ambiente
Clemência Assunção da Silva, no dia 31 de maio de 2015, na rodovia AM-240. Na ocasião, segundo os familiares, o parlamentar dirigia embriagado.

O processo contra o vereador está sendo  acompanhado pelos advogados da Câmara Municipal,  o que pode configurar improbidade admistrativa, se porventura estiverem sendo pagos com recursos públicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here